15 de Janeiro de 2018
Imprimir    E-mail

Mais cinco pessoas são presas durante nova fase da Operação Gabarito

Cinco pessoas foram presas na nova fase da Operação Gabarito deflagrada na manhã desta segunda-feira (15) na Paraíba, Pernambuco e Distrito Federal. Entre os presos estão dois chefes do esquema responsável pela fraude em concursos públicos e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Durante a operação foram cumpridos cinco mandados de prisão. Segundo a Polícia Civil da Paraíba, foram duas prisões em Pernambuco, dois mandados de prisão cumpridos na Paraíba contra dois líderes da quadrilha que já estão presos, e a prisão de um policial civil no Distrito Federal, apontado como um membro importante na quadrilha.
 
De acordo com o delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações e Falsificações, o policial preso no Distrito Federal atuava como um dos principais professores da Organização Criminosa, sendo o responsável pela resolução de provas da área de Direito.
 
Na Paraíba foram quatro mandados, sendo dois de prisão contra suspeitos já presos, Flávio Borges, um dos principais líderes da organização, e Luiz Paulo Silva, e dois mandados de busca e apreensão. 
 
Os mandados cumpridos pela Operação Gabarito nesta segunda-feira foram expedidos pela Justiça de Piauí. Durante as investigações a Polícia Civil da Paraíba descobriu que a organização criminosa sediada na Paraíba atuou no concurso público para agente penitenciário no Piauí, possibilitando a integração das ações da Gabarito na Paraíba com a Justiça piauiense.
 
Em fases anteriores, a Operação Gabarito prendeu cerca de 30 pessoas e desarticulou um esquema para fraudes em concurso públicos federais, estaduais e municipais em vários estados.
 
Estimativa da polícia aponta que mais de 80 pessoas estejam envolvidas no esquema de fraudes em concursos de pelos menos 15 estados do país, que pode ter movimentado cerca de R$ 29 milhões em 12 anos.
 
parlamentopb


« Voltar