10 de Janeiro de 2018
Imprimir    E-mail

Mais famílias patoenses serão beneficiadas pelo Programa Criança Feliz

 

A secretaria de Desenvolvimento Social está realizando a triagem das famílias que se encaixam no perfil do Programa Criança Feliz do Governo Federal. O objetivo é ampliar essa lista de espera para que mais famílias possam ser assistidas pelo programa. O “Criança Feliz” incentiva as famílias a cuidarem melhor de suas crianças, através do fortalecimento de vínculos afetivos e estímulos em forma de brincadeiras, para favorecer o desenvolvimento infantil.

 

O programa já atende a 400 famílias em Patos, beneficiando 340 crianças de 0 a 3 anos de idade, 55 gestantes e seis crianças com idade até 6 anos que são beneficiárias do BPC-LOAS; mas a triagem é realizada regularmente, tendo em vista que há previsão do Programa ser ampliado, este ano, e o município já está se preparando para atender às novas demandas.

 

A supervisora do “Criança Feliz”, Juliana Silva, afirmou que esta semana a triagem está sendo realizada no setor da Rua da Baixa, que fica no centro da cidade; e explicou, ainda, como se dá a dinâmica do programa.

 

“O Programa Criança Feliz é um programa dinâmico, tanto entra como saem crianças, por que quando a crianças atinge a idade de três anos nós temos que substitui-la por outras crianças que esteja dentro do perfil do Criança Feliz. A gente já tem uma lista de espera, mas como o programa tá sempre entrando e saindo crianças e como há uma previsão de ampliação no atendimento para este ano nós também estamos ampliando essa listagem para tentar atender o maior número possível de famílias”, contou a supervisora.

 

O programa funciona exclusivamente através de visitas domiciliares mensais ou semanais as famílias beneficiadas, e que o programa também funciona em articulação com setores da secretaria de Saúde e Educação do município, como explica Erica de Freitas, que também é uma das supervisoras do “Criança Feliz”.

 

“Os visitadores vão até a casa das famílias beneficiadas trabalhar e estimular brincadeiras entre os membros da família e essas crianças. Um dos objetivos do programa é fazer com que o cuidador da crianças, seja o pai, a mãe, a tia, os avó realizem atividades com as crianças para que sejam fortalecidos os vínculos familiares e para que a criança tenha um desenvolvimento integral”, finalizou Érica.

 

COORDECOM



« Voltar