25 de Janeiro de 2018
Imprimir    E-mail

Náutico vence clássico contra Leão da Ilha; Nelsinho Baptista diz que a derrota foi "pesada" para o Sport

O Sport entrou em campo para o jogo contra o Náutico com status de favorito. O fato de ter a maior folha salarial, mais poder de investimento e ser o único representante do Estado na Série A, além de ser o atual campeão pernambucano alçaram o Leão a esta condição. Mas a derrota de 3 a 0 foi sonora demais e caiu forte no colo dos rubro-negros. O próprio técnico Nelsinho Baptista reconheceu que o placar foi pesado.

- A derrota é pesada, mas ainda temos muita coisa pela frente. Estamos com a ausência de jogadores importantes e vamos ter mais opções.

Segundo o treinador, o Leão entrou em campo com um ritmo muito lento. E que ele já tinha dito nos vestiários, no intervalo da partida, que o Náutico estava jogando enquanto sua equipe parecia estar treinando.

- Nosso primeiro tempo foi muito lento. Eu disse no vestiário que a gente estava treinando e o adversário jogando. Faltou volúpia. Logicamente, na marcação, na segunda bola, o Náutico conseguiu construir a vitória. Acho que no primeiro tempo faltou penetração, profundidade, faltou praticamente tudo aquilo que nós conversávamos. A gente não fez 100% do que a gente queria.

Segundo Nelsinho, a escalação do Náutico - que se propôs a atuar de maneira recuada, buscando os contra-ataques - não o surpreendeu. E que ele já tinha alertado seus atletas quando à vontade do adversário em se recuperar da derrota para o Central por 3 a 0 no fim de semana passado.

- Não me surpreendeu. A gente já tinha dito isso. A derrota que eles tiveram para o Central ia ser uma vitamina, uma motivação para eles entrarem contra nós dessa forma. Tem de ser assim em um clássico. A gente falou sobre isso antes do jogo.

 

 

 

globoesporte



« Voltar