4 de Outubro de 2017
Imprimir    E-mail

UEPB e Associação de Proteção Ambiental traçam plano de trabalho para recuperação da mata ciliar do Açude de Boqueirão


A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Associação de Proteção Ambiental (APA) Oito Verde, localizada na cidade de Boqueirão, estão desenvolvendo um plano de trabalho para a recuperação da mata ciliar do Açude Epitácio Pessoa, um dos principais mananciais do Estado e que abastece Campina Grande e outras 19 cidades do interior. A proposta tem como estágios de desenvolvimento a reposição florestal da mata nativa em todo o município, a promoção da educação ambiental nas escolas da localidade, bem como a execução de medidas socioeducativas que estimulem a colaboração da sociedade para a colaboração com o meio ambiente.

Na manhã desta terça-feira (3), o reitor da UEPB, professor Rangel Junior, recebeu em seu Gabinete o presidente da APA, Pedro Aprígio, acompanhado de outros integrantes da Associação e do professor do curso de Geografia da UEPB, Ozéas Jordão. Durante o encontro foram debatidas questões relacionadas ao Termo de Acordo de Mútua Cooperação, assinado entre as instituições em julho de 2016, bem como as medidas que estão sendo tomadas para o desenvolvimento das atividades de reflorestamento no entorno do Açude, através de projetos da UEPB como o “Adote uma Árvore”, que tem contribuído substancialmente para o aumento da arborização em várias localidades.

De acordo com o reitor Rangel Junior, esta renovação da parceria com a APA tem validade de cinco anos e oferece condições para que o trabalho de ambas as instituições conquiste avanços no que diz respeito à recuperação de uma importante área do Cariri paraibano. Segundo ele, a UEPB tem profissionais capacitados para desempenharem pesquisas e atividades acadêmicas no local, e ainda oferecer infraestrutura para a execução dos trabalhos.

O vice-presidente da Associação, Danilo Ilton, destacou o trabalho que já vem sendo feito, principalmente com o “Adote uma Árvore”, e destacou que além das atividades de recuperação da mata ciliar do Açude de Boqueirão, há a possibilidade das ações também serem desenvolvidas em outras cidades da região. “Nosso trabalho é focado na rearborização, principalmente na mata ciliar do Açude, mas também podemos atuar em toda a região do Cariri. A partir desse trabalho conjunto com a UEPB vamos buscar ampliar a conscientização da população no que diz respeito à preservação do meio ambiente”, disse Danilo.

 

Ascom



« Voltar